Para fins de melhorar a sua experiência, este site usa atualmente cookies. Eu Compreendo
Página Inicial
<   MAIO 2021   >
SEG TER QUA QUI SEX SAB DOM
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6

Nutricionistas discutem a evolução e futuro da profissão em contexto pandémico

Nutricionistas discutem a evolução e futuro da profissão em contexto pandémico
16 de Abril de 2021

Durante dois dias, nutricionistas de todo o país estarão reunidos, nas plataformas digitais, para debater a evolução da profissão em contexto pandémico, bem como para refletir sobre aquelas que serão as exigências futuras da classe profissional. O pressuposto aumento da prevalência de doenças crónicas e a crescente situação de insegurança alimentar levaram a que a Ordem dos Nutricionistas promovesse os eventos.


Esta terça-feira, 13 de abril, no seminário “O nutricionista na COVID-19” estiveram presentes mais de três centenas de profissionais que, ao longo de todo o dia, abordaram temas desde as desigualdades e a insegurança alimentar, à intervenção nutricional no doente COVID-19, bem como à necessidade de se criarem estruturas para monitorizar a evolução das doenças crónicas, até à urgência da inovação e da aplicação da inteligência artificial em saúde pública.


Entre os oradores desta iniciativa estiveram João Breda, da Organização Mundial de Saúde, Ricardo Mexia, médico de saúde pública e epidemiologista e Maria João Gregório, Diretora do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS). Durante o seminário a conclusão de que os nutricionistas têm tido um contributo muito útil na resposta à COVID-19 foi generalizada, existindo, ainda, a perceção de todos de que é necessário aumentar a dimensão da atuação destes profissionais para que o acesso aos cuidados de nutrição esteja garantido a toda a população.


Hoje é a vez do I Fórum dos Jovens Nutricionistas, uma iniciativa da Comissão de Jovens Nutricionistas, o grupo de reflexão que iniciou funções em 2019 e que incide sobre as questões de acesso e de exercício da profissão. 


O que se espera de um jovem nutricionista e o que vai mudar na profissão nos próximos anos é o principal tema em cima da mesa no evento que pretende preparar a nova geração de profissionais para os novos desafios de saúde pública.


“A nutrição e a resposta à COVID-19 estão interligadas. Se, por um lado, os doentes crónicos manifestam consequências mais graves de infeção por COVID-19, nomeadamente os doentes com obesidade, exigindo um suporte nutricional atempado e adequado, por outro lado, esta pandemia estará a agravar o estado nutricional da população. É por isso que nos orgulhamos da adesão que estes eventos estão a ter entre os nutricionistas, pois sabemos a preponderância que a nutrição tem na situação pandémica”, salienta Alexandra Bento, bastonária da Ordem dos Nutricionistas. 


Para a Ordem dos Nutricionistas é fundamental manter a troca de ideias entre profissionais com a certeza de que só a evolução no conhecimento e na investigação podem trazer tomadas de decisão adequadas e com base na evidência científica.




Fonte: Atlas da Saúde, online, 14 de abril de 2021