Para fins de melhorar a sua experiência, este site usa atualmente cookies. Eu Compreendo
Página Inicial
<   MARÇO 2022   >
SEG TER QUA QUI SEX SAB DOM
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3

O consumo de frutas é deficiente no nosso país

O consumo de frutas é deficiente no nosso país
10 de Janeiro de 2022

Correio da Manhã | Portugal já deixou escapar 6 milhões de euros de fundos europeus atribuídos ao programa Regime de Fruta Escolar. É grave?

Alexandra Bento | É lamentável, numa altura em que o consumo de frutas e hortícolas no País é deficiente face àquilo que são as necessidades e os benefícios nutricionais deste grupo de alimentos. O Regime de Fruta Escolar existe para incentivar esse consumo junto das populações mais jovens.


O que deve ser feito?

Simplificar o regime, por forma a que todas as escolas possam dar às crianças acesso a frutas e hortícolas. Os fundos estão disponíveis, há que usá-los.


Será desinformação dos municípios?

Poderá ser, mas, se assim é, temos de alterar as políticas de saúde e de promoção da alimentação saudável. Perante um facto, há que desencadear as medidas que o contrariem. Se os municípios não aderem ao regime, porque não transferir a alçada deste programa para a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares? Funciona com o leite escolar, por exemplo.




Notícia do Jornal de Notícias

Fonte: Correio da Manhã, edição impressa, 10 de janeiro de 2022